Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Estante

A Estante

Uma rapariga com potencial (2020)

Setembro 20, 2023

Design sem nome.png

À beira dos trinta anos, Cassie (Carey Mulligan) vive com os pais e trabalha numa cafetaria, algo que espanta todos a que conhecem, sobretudo tendo em conta que tinha iniciado o curso de medicina, desistindo a meio. Com o passar da ação, percebemos que Cassie continua na faculdade, presa a um acontecimento marcante: a violação da amiga Nina, em quem ninguém acreditou. Cassie é agora uma espécie de justiceira desviante, fazendo-se de bêbada para dar lições a homens que dela se querem aproveitar, tal como os que se aproveitaram de Nina. Enquanto, isso fecha-a a toda a felicidade da vida, mesmo quando um antigo colega de faculdade se esforça mesmo por reentrar na sua vida. O filme mais original que vi nos últimos meses. 

Doce Tóquio (2022)

Setembro 18, 2023

Design sem nome.png

Da pouca literatura japonesa que consumi, há uma característica comum que muito me agrada: uma escrita simples com significado complexo. É o que se passa em Doce Tóquio, de Durian Sukegawa. Sentarô, ex-presidiário, tem uma dívida de gratidão e de muito dinheiro para com o seu patrão. Nem o facto de ele estar morto faz com que deixe de a querer pagar, passando os seus dias a fazer dorayaki, uma espécie de panquecas recheadas, que confeciona como um autónomo, sem paixão. Mas vai pagando a dívida à viúva. Nos intervalos, bebe demasiado e deixou o sonho de ser escritor.

A sua vida muda quando conhece Tokue, uma senhora de idade, com umas mãos estranhas, que quer trabalhar para si, por uma fração do salário justo. Depois de muita resistência, Sentarô aceita a ajuda e começa a perceber o quão especial a idosa é. Faz a melhor pasta de feijão doce que já comeu e ajuda o negócio a crescer, ao mesmo tempo que, por muito que o parão a queira escondida, começa a conquistar os clientes, em especial, a adolescente Wakana.

Aos poucos, Sentarô e Wakana vão conhecendo o passado triste de Tokue e a explicação para as suas mãos deformadas, o que abre as portas para o conhecimento do autor para a forma como as pessoas com uma determinada doença eram tratadas no Japão, até meio dos anos 90.

Este é um livro sobre fé na pessoas e sobre o sentido da vida. Em 2015, deu em filme.

O Segredo da Criada (2023)

Setembro 12, 2023

Design sem nome (2).pngNão muito tempo depois dos acontecimentos do primeiro livro, Millie está um pouco como antes. Trabalha para uma família rica enquanto ela se mantem no limite da sobrevivência, vivendo num pequeno apartamento num bairro pouco recomendável. Vítima dos caprichos de mais uma senhora rica, acaba por necessitar de encontrar uma nova ocupação, conhecendo os Garrick, donos de um luxuoso apartamento. Cabe-lhe limpar, cozinhar e fazer recados, convivendo com Douglas, que lhe dá instruções precisas do que quer que Millie faça, com uma simpatia dura. Já Wendy, supostamente doente, nunca deixa o quarto e nunca se deixa ver, algo que desperta o lado de investigadora de Millie. Enquanto isso, tem uma nova relação, com Brock, um advogado bem-sucedido que não a faz esquecer um amor do passado. Como no volume anterior, lemos uma segunda parte em que é Wendy a contar-nos a história…

A Criada (2023)

Setembro 12, 2023

Design sem nome (1).png

Livro sensação um pouco por todo o mundo, A Criada, de Freida McFadden, apresenta-nos Millie, uma ex-presidiária em busca de uma forma de subsistência. À beira da indigência, aceita trabalhar para os Winchester, uma família riquíssima, limpando, cozinhando e cuidando da filha do casal. Mas, Millie está encurralada entre Andrew, atraente e charmoso e Nina, uma mulher em rota de autodestruição que insiste em dar-lhe indicações que chocam umas com as outras, apenas para a repreender depois. A relação com a filha do casal, caprichosa e mimada, também não é a melhor, mas, Millie, não pode simplesmente deixar este emprego e depois de dias duros, descansa num minúsculo quarto, sem janelas e com uma tranca…por fora. Provando que nem tudo é o que parece, McFadden apresenta-nos na segunda parte do livro a visão de Nina, dos mesmos acontecimentos que vimos antes pelos olhos de Millie…. Imperdível.

Um cão no meio do caminho (2022)

Setembro 05, 2023

Design sem nome (1).png

José Viriato tem mais de 50 anos, vive num bairro modesto da margem sul e vive do lixo que apanha de noite. Desde cedo, em miúdo, quando vivia no mesmo bairro, entendeu que a sua vida não seria tradicional. Recusou desde sempre um emprego com um patrão e desiludindo a família (a avó, que lhe escreve sem ter resposta, está muito presente na história). Descobre que aquilo que os outros deixam para trás, tem beleza e que há outros como ele, que a conseguem ver. Vive disso, sem luxos. Acorda tarde, bebe café fora, uma vez por dia, e vagueia pela noite, com os seus dois cães, uma paixão de sempre.

Mas esta também é a história de Beatriz, a Matadora, igualmente solitária e com uma vida pouco tradicional. Marcada por um amor unidirecional, vive sozinha, com as suas centenas de caixotes, todos catalogados e repletos de objetos e recordações que talvez um dia possam dar jeito a alguém. Quando adoece, conta com José para a ajudar e os dois começam a unir as solidões, através de histórias passadas. Mais um grande livro de Isabela Figueiredo.

Barbie (2023)

Agosto 28, 2023

Design sem nome (2).pngBarbie já sabia, não é um filme infantil para os fãs da boneca da Mattel. É um filme com um grande elenco – Will Ferrell, Margot Robbie, Ryan Gosling, America Ferrara, Issa Rae, Kate McKinnon, Simu Liu, John Cena a até Dua Lipa – e com uma grande realizadora – Greta Gerwig que coescreveu a fita com Noah Baumbach mas que parece ficar pela rama do que quer ser: uma comédia negra com críticas ao consumismo, culto da personalidade e superficialidade que a Barbie promove. Tem cenas com piada e tem no duo principal (mais em Gosling) um belo par de atores, mas em geral, fica aquém do que quer e podia ser...

Os Meus Dias na Livraria Morisaki (2023)

Agosto 26, 2023

Design sem nome (3).pngAos 25 anos, Tatako vê-se sem namorado e sem emprego e reaproxima-se de um tio excêntrico, com o qual não falava há anos. Mas, ele recebe-a de braços abertos e dá-lhe acesso ao pequeno apartamento que fica em cima da livraria da família. É assim que a jovem se apaixona pelos livros, pelo bairro de Jimbocho, onde há a maior concentração mundial de livrarias e se reaproxima do tio, a quem começa a conhecer como uma pessoa, e não como um parente distante que morava na memória. Afinal, Satoru, apesar de bem-disposto, também tem a sua história e os seus problemas, desde logo o súbito desaparecimento da mulher. Escrito com a habitual aparente simplicidade japonesa, Os Meus Dias na Livraria Morisaki, de Satoshi Yagisawa é um sucesso e percebe-se porquê: tem personagens apaixonantes e é uma ode aos livros.

A História de Roma (2022)

Agosto 20, 2023

Design sem nome (6).pngNão podia ter sido melhor o meu primeiro contacto com a escritora portuguesa Joana Bértholo. Não ajudou a diminuir o meu preconceito de que os autores portugueses usam demasiados floreados para contar histórias, mas floreados destes, só fazem bem ao leitor. Aqui, conhecemos uma história de amor que sabemos já ter terminado. Uma jovem portuguesa a viver em Buenos Aires conhece um artista local e nasce uma avassaladora paixão, que parece continuar para ela e acabar por ele. Quando vem ele a Lisboa, é hora de reviver a história, através de dois óculos bem diferentes. E sabemos que a história, ou fragmentos dela, viveram em paragens como Marselha ou Beirute. Pelo meio, outras histórias, de quem apareceu pelo caminho, como a excêntrica e rica Maria Francisca ou do desgraçado rapaz conhecido como Recoba. Um tesouro da literatura portuguesa contemporânea.

Bless This Mess (2019-2020)

Agosto 18, 2023

Design sem nome (7).pngNão é a história original, mas nem por isso perdeu a graça. Um casal de citadinos (no caso, vindos de Nova Iorque) deixa os seus empregos e recomeça a vida no campo. Ela, Rio (Lake Bell) era terapeuta e não hesita em largar tudo para acompanhar o marido, Mike (Dax Shepard) na ida para uma terriola no Nebraska, onde vivia uma tia de Mike que lhe deixou tudo. Mas o tudo, não é bem o que esperavam. A casa de campo está a cair e tem um simpático velhote a viver lá de graça e o terreno é infértil, o que é mau começo para quem quer ser agricultor. Os gags são previsíveis mas a série, que só não tem terceira temporada devido à pandemia que a ceifou, tem a sua piada.

Heartstopper - Livro 1 (2021)

Agosto 17, 2023

Design sem nome (8).pngAtirei-me ao primeiro volume de Heartstopper, o sucesso mundial que começou pela banda desenhada e evoluiu para uma série na Netflix. A história é simples, pelo menos no primeiro volume, com um rapaz de liceu a conhecer e a apaixonar-se por outro rapaz de liceu. Conta-se com um traço aparentemente simples. Mas apesar de parecer ser apenas mais uma história de amor, há uma genuinidade e ternura que faz com que também eu me junte à legião de fãs da série criada por Alice Oseman.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub