Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Estante

A Estante

Kane e Abel (1979)

16
Fev23

Design sem nome (27).pngSó agora cheguei a este clássico do fim dos anos 70, escrito por Jeffrey Archer. Em Kane e Abel, Archer conta a história de dois homens, nascidos exatamente no mesmo dia mas com histórias de vida muito diferentes, até serem rivais. William Kane, bem nascido, é filho de um banqueiro de Boston e educado para ser o sucessor natural do pai à frente de um império financeiro e no meio da nata americana. Já a mãe de Abel morreu no parto, sendo o pequeno adotado por uma humilde família polaca. Acaba por se tornar no protegido de um rico barão e, depois de escapar aos horrores da guerra, emigra para os EUA, onde torna proprietário de uma cadeia de hotéis. Ao longo de 60 anos, testemunhamos as mudanças do mundo, as historias individuais e os cruzamentos, repletos de conflito.

Sob Um Céu Escarlate (2017)

30
Jan23

Design sem nome (21).png

Sob Um Céu Escarlate conta a história verídica de Pino Lella, herói da resistência italiana quando era apenas um adolescente. Pino, antes dos vinte anos, ajudou a levar judeus para a Suíça, através dos Alpes e mais tarde, alistou-se no exército alemão, aproveitando a posição de motorista de um proeminente general para passar informações à resistência. Mark Sullivan alcançou o sucesso mundial com a história de Pino e, claro, enfrentou críticas daqueles que consideram que a história não é exatamente verídica, o que me parece natural, uma vez que se exagera ou se mexem peças a bem da narrativa.

Conhecemos Pino (Sullivan escreve no prefácio que ouviu falar da sua história e o conheceu pessoalmente numa altura em que precisava mais do que nunca de inspiração) numa altura em que tinha 17 anos, vivendo uma vida despreocupada em Milão, junto da sua família abastada. À medida que os alemães, aliados de um Mussolini já sem grande poder efetivo, ocupam a cidade e as tropas inimigas bombardeiam a cidade, Pino vai tomando consciência dos tempos que vive e após a sua casa ser destruída, acaba por rumar ao campo e aos domínios do Padre Re, na Casa Alpina. Lá, deve estudar, mas, aos poucos, o padre prepara-o para ser um melhor alpinista. O objetivo é que se fortaleça para começar a guiar grupos de judeus rumo à vizinha suíça, enfrentando os perigos das montanhas, dos nazis e de outros bandidos.

À beira dos 18 anos, começa a ser procurado pelos exércitos italiano e alemão. Relutante, é convencido pela família a alistar-se no alemão, com a promessa de que teria uma posição de retaguarda, mas, os seus conhecimentos mecânicos chamam a atenção de um general nazi - Hans Leyers - que o nomeia seu motorista. Assim, arriscando a vida, tonar-se espião, ao mesmo tempo que enfrenta o desagrado da maior parte dos amigos e família que o vêm apenas como um traidor, sem saber a verdade.

Mark Sullivan faz-nos um fresco da presença alemã em Itália durante a II Guerra Mundial, pelos olhos de Pino, primeiro, rapaz e depois, homem, tudo, com uma história de amor como pano de fundo. Uma história baseada na vida real, que merece a atenção que tem tido.

A última livraria de Londres (2022)

24
Jan23

Design sem nome (20).png

Disfarçado de livro leve e talvez dedicado a um público maioritariamente feminino, no qual duas raparigas inglesas do campo chegam a Londres para trabalhar em armazéns de moda, divertirem-se e encontrarem o amor, A última livraria de Londres é mais uma prova de como a II Guerra Mundial é fonte inesgotável, no que a boas histórias diz respeito.

Sem ser baseada numa história verdadeira em concreto, conta como Grace, se muda para a casa de uma amiga da falecida mãe em busca de uma vida melhor e acaba por se apaixonar por livros, por uma certa livraria, por um certo homem e por ajudar todos os que a rodeiam.

Nova na cidade, conhecendo apenas a amiga de infância Viv e a Sra. Weatherford, arranja trabalha numa livraria, onde o dono, parece sentir que ela não lhe faz falta. Com um espírito empreendedor muito forte, Grace não tarda a conquista-lo e a conquistar uma legião crescente de clientes, após arrumar e organizar tudo ao seu jeito. Ao mesmo tempo, é também ela conquistada. Por George, que logo a deixa só para pilotar aviões da RAF e pelos livros, que ele lhe apresenta e que se tornam centrais na sua vida, sobretudo quando Viv também parte e a morte e o horror a cercam à medida que os alemães bombardeiam Londres, ferozmente.

Sem abandonar nada nem ninguém, Grace voluntaria-se para passar as noites a zelar para que todos vão para os abrigos e a fazer tudo o que pode para ajudar quem a rodeia, incluindo ler numa estação de metro e na livraria para um grupo cada vez maior de pessoas, escape da guerra através dos livros.

Perfeito diário dos dias de antecipação da Guerra e dos seus desafios, como o racionamento ou preparação das casas e do forte e determinado espírito daqueles que tentaram fazer uma vida normal de dia, sendo bombardeados de noite.